Anthony Garotinho: "Corporativismo e o poder do desembargador Zveiter impedem investigações"

Foto: Agência Brasil
Por Anthony Garotinho
Carta aberta
No ano de 2012 protocolei notícia-crime na Procuradoria Geral da República em Brasília denunciando o funcionamento de uma quadrilha dentro do Governo do Estado do Rio de Janeiro,sob o comando do ex governador Sérgio Cabral.
Tudo feito com documentos e comprovados pela justiça FEDERAL que efetuou a prisão de SERGIO CABRAL,inúmeros secretários,laranjas,doleiros entre outros envolvidos,denunciados por mim.
AGORA ATENÇÃO
No ano de 2016 aditei a notícia crime, pedido de investigação da obra da lâmina central do Tribunal de Justiça do Estado realizada pela empreiteira  Delta, única participante da licitação,além de ilegalidades  nos precatórios e depósitos  judiciais.
Ainda no período preparatório do aditamento,juntando documentos do CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA  e do corpo técnico do Tribunal de Contas do Estado,sofri terríveis ameaças,chantagens e tentativas de evitar a inclusão do nome do desembargador ZVEITER nas investigações.
Protocolei a notícia crime no dia 4 de novembro de 2016,menos de duas  semanas depois fui preso por um juiz eleitoral de Campos.
O que vêm ocorrendo com a minha família de lá  para cá e inacreditável e não pode prevalecer  em uma sociedade que prima pelo estado de direito.
Acusações sem prova.
Juiz impedido atuando.
Promotor acusado virando acusador.
Cerceamento de defesa.
Indeferimento de perícias técnicas em documentos.
Indeferimento de depoimento de testemunhas de defesa. 
Até  mesmo o absurdo de uma doação eleitoral oficial ser considerada clandestina.
Para se ter uma idéia das ilegalidades,o próprio advogado nomeado pelo juiz para me defender,deixou a causa,e representou contra o magistrado na OAB,porque exigia que o advogado fizesse uma defesa para me condenar.
Agindo dentro da legalidade representei contra os mesmos com robustas provas em suas corregedorias,no CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA e outros órgãos afim de conter as ilegalidades. Porém o corporativismo e o poder do senhor ZVEITER impedem as investigações ou julgamentos de avançarem.
Enquanto isso vão destruindo minha vida profissional e me levando a prisões ilegais.
NA ÚLTIMA sexta-feira protocolei junto a PROCURADORA GERAL DA REPUBLICA E A POLÍCIA FEDERAL EM BRASÍLIA PEDIDO,EM CARÁTER  DE  URGÊNCIA , PARA EXPOR  EM DETALHES O QUE VEM OCORRENDO NO TRE E SETORES DO TJ DO RIO DE JANEIRO.
Não  sou contra justiça, mas ela não pode ser usada como  instrumento de vingança.
A situação no Rio de Janeiro chegou ao ponto onde é impossivel não apurar o que vêm ocorrendo com a intuição  máxima da Justica Estadual.
Apesar de estar pagando pessoalmente um preço  caro, sendo 3 vezes preso sem provas e solto logo depois,minha família está emocionamente destruída.
Quero apenas a verdade.
Tenho fé que ela surgirá.
Se o senhor ZVEITER não tem nada a temer,porque tentar  me calar e utiliza de setores da justiça para me perseguir?
ANTHONY GAROTINHO
Anthony Garotinho: "Corporativismo e o poder do desembargador Zveiter impedem investigações" Anthony Garotinho: "Corporativismo e o poder do desembargador Zveiter impedem investigações" Reviewed by Blog Marcos Junior BJI on abril 17, 2018 Rating: 5

MAIS LIDAS DE HOJE

Postagens mais visitadas