BLOG MARCOS JUNIOR BJI

PSB oficializa oposição a Bolsonaro e deixa Casagrande em situação desconfortável

Os integrantes da executiva nacional do PSB decidiram nesta segunda-feira (5), que o partido fará oposição ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro. O presidente da sigla, Carlos Siqueira, afirmou que o partido decidiu por esta posição porque as posições defendidas pelo futuro mandatário são contrárias aos preceitos da sigla.

O anúncio feito por Siqueira pode deixar o governador recém-eleito pelo Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), em situação desconfortável. No segundo turno das eleições o socialista decidiu se manter isento e não apoiar nenhum dos candidato a Presidência da República, já que no primeiro turno Jair Bolsonaro (PSL) havia sido escolhido por 54,76% dos capixabas.

Bolsonaro obteve no segundo turno, no Espírito Santo, 63,06% dos votos válidos. Assim que saiu o anúncio de que o candidato do PSL havia sido eleito, Casagrande declarou que manteria uma relação institucional e política com o novo presidente.

Mas, de acordo com Siqueira, a sigla fará oposição de acordo com as questões que serão apresentadas pelo novo governo. “Fomos colocados na oposição pelo resultado eleitoral porque não apoiamos o candidato que ganhou e, por outro lado, e até mais importante, é porque o candidato que ganhou pensa diametralmente o oposto do que pensamos”, disse ao final de uma reunião entre a cúpula do PSB.



Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Postagem Anterior Próxima Postagem