Polícias Militar e Civil fazem operação para encontrar assassino de PM

Soldado Daniel Henrique Mariotti foi o primeiro policial vítima de violência no Rio em 2019
Soldado Daniel Henrique Mariotti foi o primeiro policial vítima de violência no Rio em 2019
As polícias militar e civil realizam operação conjunta em comunidades da Zona Norte do Rio neste domingo. O objetivo é localizar e prender os assassinos que balearam o PM Daniel Henrique Mariotti durante tentativa de assalto neste sábado, na Linha Amarela.
O Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar, que conta com o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), Batalhão de Polícia de Choque (BPChq), Batalhão de Ações com Cães (BAC) e Grupamento Aeromóvel (GAM), opera nas comunidades Arará, Mandela e Manguinhos.
Policiais militares do 3º BPM (Méier), 16º BPM (Olaria) e 22º BPM (Maré) estão atuando nas comunidades Morar Carioca e Bandeira 2. No Jacaré, há equipes da Polícia Civil - Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) e delegacias especializadas.
O Batalhão de Choque prendeu quatro pessoas e apreendeu uma moto roubada na comunidade do Mandela. Uma carga roubada foi recuperada por policiais do BOPE e da UPP Manguinhos.
Também em Manguinhos, mais de 400 kg de material entorpecente foi encontrado pelo Batalhão de Ação com Cães (BAC).
Primeiro policial vítima de violência em 2019
Daniel Henrique Mariotti é o primeiro policial militar vítima da violência no Rio de Janeiro em 2019. O soldado de 30 anos, lotado no 22º BPM (Maré), foi baleado na cabeça quando estava em serviço, em deslocamento de motocicleta na Linha Amarela com outros policiais, quando o grupo se deparou com criminosos armados em tentativa de arrastão em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio. Ele foi levado para o Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), onde passou por cirurgia, mas não resistiu. Sua morte foi anunciada, em nota de pesar, pelo governador Wilson Witzel.
"O Rio de Janeiro acaba de perder mais um herói nesta guerra contra os terroristas nas ruas do nosso Estado. Quero manifestar meu mais profundo pesar pelo assassinato do soldado PM Mariotti e minhas condolências à família. Que Deus o abençoe e o receba. Como governador, a morte de um policial é como perder um filho. Vamos investigar este caso com todo o rigor e não vamos parar o combate ao crime até devolvermos a paz ao Estado", disse Witzel, na nota.
Disque Denúncia oferece recompensa
O Disque Denúncia ofereceu, neste domingo, uma recompensa de R$ 5 mil por informações que levem ao paradeiro dos envolvidos na morte de Daniel Henrique Mariotti. Segundo as primeiras informações, os criminosos estavam em um Ford Fusion roubado, de cor branca, que foi recuperado na Rua Luiz Zancheta, no Riachuelo. Denúncias podem ser feitas pelo WhatsApp ou Telegram do Portal dos Procurados, pelo telefone (21) 98849-6099; na Central de Atendimento, pelo (21) 2253-1177; através do Facebook; e pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ”. O anonimato é garantido pela polícia. 
Disque Denúncia oferece recompensa de R$ 5 mil por informações sobre os envolvidos na morte de PM
Disque Denúncia oferece recompensa de R$ 5 mil por informações sobre os envolvidos na morte de PM





Polícias Militar e Civil fazem operação para encontrar assassino de PM Polícias Militar e Civil fazem operação para encontrar assassino de PM Reviewed by Blog Marcos Junior BJI on janeiro 06, 2019 Rating: 5

MAIS LIDAS DE HOJE

Postagens mais visitadas