TCES manda prefeita de Guaçuí devolver dinheiro negociado ilegalmente

A prefeita Vera Lúcia Costa vendeu a folha de pagamento de aposentados e pensionistas do município

A prefeita Vera Lúcia Costa (PDT), de Guaçuí, na região do Caparaó, foi condenada a devolver a quantia de R$ 226,9 mil ao Fundo de Aposentados e Servidores Públicos do município (Faps), por decisão do Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCES), no processo sobre a venda da folha de pagamento dos servidores públicos, negociada na rede bancária em 2015.

O repasse dessa quantia, que corresponde ao valor da época - R$ 178,2 - corrigido com juros e multas, foi autorizado na quinta-feira (18) pela prefeita, acrescida de mais R$ 3 mil de multa por ter negociado a folha, por meio de licitação, sem autorização do Conselho de Administração do Faps.


Presidente desse conselho à época em que ocorreu a negociação, o servidor público Wilde José Ferreira questionou a operação, advertindo a prefeita que os recursos pertenciam a uma autarquia e por esse motivo não poderiam ser negociados sem autorização da diretoria.

“O caso gerou perseguição de várias formas, da prefeita e de vereadores ligados a ela”, conta Wilde, que decidiu fazer a denúncia ao Ministério Público, que encaminhou o processo para análise do Tribunal de Contas.

Para ele, “faltou bom senso e transparência à administração, que não aceitou o argumento de que a folha de pagamento do Faps não poderia ser mexida sem autorização prévia dos conselheiros”, explica.

Fonte: século Diário
TCES manda prefeita de Guaçuí devolver dinheiro negociado ilegalmente TCES manda prefeita de Guaçuí devolver dinheiro negociado ilegalmente Reviewed by Blog Marcos Junior BJI on julho 25, 2019 Rating: 5

MAIS LIDAS DE HOJE

Postagens mais visitadas