BLOG MARCOS JUNIOR BJI

Diretor afirma que barragem em Alegre não oferece risco algum


A Stalkraft Energias Renováveis, responsável pela Pequena Central Hidrelétrica (PHC) Francisco Gros, em Alegre, realizou uma reunião com os prefeitos da região, Defesa Civil e os moradores do entorno da barragem para atualizar as informações sobre a barragem, e garante que ela está em perfeitas condições de estabilidade e nunca ficou em situação de risco.

De acordo com o diretor de Operação da Manutenção, Vito Mondilovich, o sinal de emergência foi emitido por falta de comunicação com a barragem. “Houve uma onda de cheia muito grande, alagando casas e que causou grandes transtornos para todo mundo, e naquele momento nós ficamos sem comunicação com a barragem, sem saber o que estava acontecendo. Por isso, emitimos o sinal de emergência, pois não tínhamos conhecimento com o que estava acontecendo com a barragem”, explica.

“Houve uma prevenção, pensando na segurança das pessoas. Fomos até preocupados demais, mas por falta de informações, optamos pela segurança e em não correr qualquer tipo de risco, continua o diretor.


Vito disse ainda que durante a conversa com os prefeitos, a empresa detectou que é necessária uma comunicação mais direta. “As notícias falsas ocupam um espaço ou até impedem essas informações, e por isso, temos que fazer esse elo ficar mais forte, mas não termos espaço para fake News entrar no meio”, ressalta.

Ficou evidente também que vamos uma conversa direta com a população. Já ficou definido é que a sociedade local para eleger representantes para ficar em contato com a gente, saber o que estão pensando e transmitir depois isso para a Defesa Civil.

Medidas

A comunicação também será direta com os moradores da região da barragem. “A partir da semana que vem, vamos iniciar um cadastramento social de toda a população em área de risco. Isso vai identificar o que a população está sabendo ou não, o que é a rota de fuga, se existem pessoas com necessidades especiais que devemos levar em conta nessa rota de fuga. Outra lição aprendida nisso é que temos que melhorar, em tudo. Vamos melhorar, fazendo essa aproximação de uma maneira mais contínua”, garante.

O diretor explica ainda que, após o período chuvoso, a barragem vai passar por uma manutenção completa. “A barragem tem um processo de manutenção que é previsto no plano de segurança e é contínuo. Ela é inspecionada por terceiros para não existir qualquer tipo de contaminação da informação dentro da própria empresa. Já estamos contratando empresa de engenharia que vai fazer uma análise de detalhada em todos os cantos da estrutura”, completa Vito.


Fonte: Folha Vitória
Postagem Anterior Próxima Postagem