BLOG MARCOS JUNIOR BJI

Inelegível, Betinho tem mais uma prestação de contas rejeitada pela Câmara de Apiacá

 O ex-prefeito de Apiacá, Humberto Alves de Souza, o “Betinho” (PV), teve as contas referentes ao exercício 2012 julgadas irregulares pelos vereadores em sessão realizada na noite desta segunda-feira (17). As contas de 2016 do ex-gestor já haviam sido rejeitadas. A decisão reafirma que o político está inelegível e que poderá ficar fora das próximas eleições.

Segundo consta no regimento interno da Câmara, Betinho teria o tempo de 15 minutos para uso da tribuna para apresentar sua defesa, mas o presidente Cláudio Luiz Moreira Chierici (SD), durante a sessão de julgamento, disse que o ex-prefeito esteve no Legislativo, mas optou por não se manifestar oralmente, sob a alegação de que estaria em colocando sua saúde em risco, por conta da sessão ser aberta ao público e momento vivido no país em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Atualmente a cidade está classificada como de risco baixo na transmissão do vírus.

 Vale ressaltar que a justificativa de Betinho o contradiz, já que nos últimos meses, por várias vezes foi flagrado visitando comunidades sem o uso de máscara. Em um dos casos, que foi postado em suas redes sociais em abril, ele entrou na casa de uma família, sem máscara, onde na companhia de um pré-candidato a vereador gravou vídeo segurando uma criança no colo.

“Quero ressaltar que o ex-prefeito foi intimado e informado sobre os fatos constantes no processo, tendo seu direito constitucional a ampla defesa e contraditório”, afirmou o presidente da Câmara, antes de colocar as contas de Betinho em votação.

As contas de Betinho referentes a 2012 foram rejeitadas por 7 votos a dois. Apenas os vereadores Miguel Afonso Almeida de Oliveira (PSB) e Vilmar Araújo de Oliveira (Rede) votaram a favor do ex-prefeito.
Aqui Notícias*

Por Marcos Junior

Postagem Anterior Próxima Postagem